Livros que narram uma vida!

   Todos conhecem Antoine de Saint-Exupéry por ser autor do livro O pequeno príncipe. Mas o que poucos sabem é que ele tem mais 7 livros!

   São eles:

  • O aviador (1926)

  • Correio do Sul ( 1929)

  • Voo Noturno (1931)

  • Terra dos Homens (1939)

  • Piloto de guerra (1942)

  • O pequeno príncipe (1943)

  • Carta a um refém (1943/1944)

  • Cidadela (1948)

   O livro O aviador, primeiro livro do autor, foi publicado originalmente como uma novela, na revista Navire d’argent, e se chamava A evasão de Jacques Bernis. Tem como tema principal o avião como instrumento da descoberta de si, o desejo de romper com a vida monótona dos muito ocupados com seus interesses, a camaradagem, a imagem da terra tão diferente vista do alto, a morte reduzida à insignificância de um fato qualquer.

   Em Correio do Sul ele retoma a história do primeiro texto, O aviador, contando com o mesmo protagonista, que possui as mesmas características do próprio Saint-Exupéry: piloto da linha Latécoère e transporta o correio à América do Sul. Na história ele tem uma paixão da qual se separa por conta dos receios da moça devido aos perigos da profissão.

   Voo Noturno é um livro que dizem se basear em uma história real sobre o desaparecimento do piloto Henri Gillaumet, amigo do autor, nos Andes. No livro há três personagens caracterizados como pilotos do Correio Aéreo que sobrevoam áreas da América do sul durante a noite e se deparam com muitos perigos intrínsecos do local e da noite. Esse livro ganhou o prêmio Femina, de 1931, atribuído anualmente a obras de ficção na França. O júri é exclusivamente feminino, formado por colaboradoras da revista Femina.

   Em Terra dos homens, o autor faz uma autobiografia na qual relata as façanhas dos pilotos da Aéropostale e alguns outros episódios de sua própria vida entre 1926 e 1935.

   Já Piloto de guerra fala sobre a queda da França em 1940 na guerra contra a Alemanha. O autor, que foi mobilizado com a missão de fazer voos de reconhecimento fotográfico, narra missões que cumpriu no seio do grupo 2/33, descreve a guerra, seus horrores e a humilhação da derrota. O livro nada mais é do que o testemunho do autor devido à sua participação entre 1939 e 1940. O livro foi publicado simultaneamente em francês e inglês, em 1942.

   Após ser desmobilizado da guerra, em 1940, Saint-Exupéry se exilou nos Estados Unidos. De lá, ele escreve Carta a um refém, que faz uma homenagem à França por meio de uma carta endereçada a um amigo que teria ficado refém no país ocupado pelos inimigos. Esse amigo era ninguém menos que León Werth, o amigo a quem ele dedica o nosso livro preferido, O pequeno príncipe.

   Por fim, Cidadela foi um livro publicado após a morte de Antoine de Saint-Exupéry, que começou a ser escrito em 1936, e foi sendo trabalhado simultaneamente aos outros livros do autor. Ele mesmo designava a obra como um texto póstumo, e faz uma reunião de textos dedicados a reflexões sobre a condição humana e a ligação do homem com Deus.

   O pequeno príncipe dispensa apresentações. É um livro para ser lido em todas as fases da vida, pois a cada leitura é possível “pescar” um significado que tenha passado despercebido anteriormente.

   Este é apenas um breve resumo sobre os livros. Para informações mais completas, resumos e uma lista de citações famosas de cada um, recomendamos o site www.zeperry.com, da AMAB (Associação Memória da Aéropostale no Brasil).

   No futuro, possivelmente, serão publicadas resenhas mais detalhadas de cada um dos livros aqui no site! 

Visite

Estrada do Ribeirão Grande, 102

Itaipava - Petrópolis

Km 57 da BR 040 sentido Rio de Janeiro.

Ligue

T: +55 24 2222.1388

C:+55 21 99354.3179 

  • facebook
  • w-googleplus

© 2023 by Adviso  & coOrgulhosamente criado por Wix.com