Jean Mermoz
O "az dos ases"

Mermoz é conhecido eternamente como uma figura lendária da Aéropostale, empresa pioneira em correio aéreo.

 

Em 1934, foi eleito comandante da Legião de Honra. E no mesmo ano, ganhou o prémio "Henry Deutsch de Meurthe" da Academia Sports, que premia um fato desportivo que pode causar progresso material, científico ou moral para a humanidade. 
Junto dos "ases da aviação"

 

Mermoz e os camaradas Marcel Reine e Antoine de Saint-Exupéry frequentaram La Grande Vallée, e fizeram da fazenda em Itaipava, Petrópolis, sua segunda casa. Os pilotos franceses gostavam do clima fresco da montanha e de fazer longas cavalgadas pelo Vale do Ribeirão Grande e proximidades.

Jean Mermoz desapareceu no mar, em 1936, a bordo do hidroavião Croix-du-Sud, a Latécoère 300, com Alexandre Pichodou, o co-piloto Henri Exan, Edgar Cruveilher e o mecânico Jean Lavidalie. Apesar da extensa procura, não foi encontrado nenhum vestígio da aeronave ou de sua tripulação.

54522222_1198549670318480_29552152422981
54727646_1198549693651811_10578522488910
55473452_1198549720318475_63240973004780

Jean Mermoz é o segundo da esquerda para a direita fumando na sede da La Grande Vallée.