top of page
Buscar
  • Foto do escritorMaria Elisa Lustosa

O Pai de Saint-Exupéry

"Foi ele, e não outro, que me ensinou a sobreviver a sua ausência e me obrigava, quando eu era moço, a olhar para ela cara a cara, porque nunca ele foi pessoa para baixar os olhos. O meu pai era da raça das águias".


- Saint-Exupéry


Hoje, Dia dos Pais, nos deparamos com essa frase de Saint-Exupéry sobre o seu pai. Ele teve a presença de seu pai brevemente, quando aos 4 para 5 anos veio a perdê-lo. Apesar disso, o legado de Jean de Saint-Exupéry permaneceu vivo na memória de sua família. Para uma criança de 4 para 5 anos que pouco poderia se lembrar, as memórias do homem que foi teriam sido fortes lições e um legado de coragem e bravura que Saint-Exupéry lembraria por toda a sua vida.


Ele lembrava de seu pai como uma águia, alguém que nunca abaixava os olhos, e enfrentava cada situação de maneira corajosa, por ele, mas principalmente por sua família. Um homem de verdade, a sua primeira posição de liderança começa em sua casa. O pai deve ensinar o seu filho a lidar com a vida de maneira honesta, com princípios e principalmente com honra.


É claro que estamos falando de figuras paternas que também podem fazer esse papel de forma honrosa, de educar, instruir e incentivar.


Feliz Dia dos Pais!


3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page